Dr. Luiz Flávio | WhatsApp
Menu
Será que a dieta e o estilo de vida podem influenciar na endometriose?

Será que a dieta e o estilo de vida podem influenciar na endometriose?

Bianca Innocencio

 

Os estudos demonstram que sim! E é isso que tenho visto na clínica como nutricionista com prática em saúde da mulher.

Um pouco sobre a endometriose

A Endometriose é uma desordem crônicaestrogênica, caracterizada pela presença de tecido endometrial funcional fora da cavidade uterina, podendo comprometer diversos locais,como, por exemplo: ovários, peritônio, ligamentos uterossacros, região retrocervical, septo retovaginal, além de bexiga, reto, sigmoide e outras porções do tubo digestivo.

Essa doença pode ter graus e comprometimentos diferentes e merece sempre ser avaliada por um ginecologista especialista no assunto.

O tecido ectópico causa um processo inflamatório, que pode gerar não só as alterações locais , aumentar a dor e o malestar geral, bem  como  o stress oxidativo a nível ovariano , provocando um dano  maior aos folículos. Sendo um fator a mais quando pensamos na fertilidade.


Separei algumas dicas para você que busca uma vida de mais saúde integral:

  • Reduzir o consumo de carne vermelha e embutidos;
  • Aumentar o consumo de peixes e proteínas vegetais (quinoa, grão de bico…);
  • Evitar o consumo de álcool;
  • Evitar panelas de alumínio, panelas de teflon que estejam soltando o fundo e guardar alimentos em potes de plástico (liberam substância química para o alimento);
  • Preferir alimentos orgânicos e que venham da natureza (descascar mais e desembalar menos);
  • Evitar excesso de alimentos industrializados,aqueles com mais de 5 ingredientes especialmente e, ainda, alimentos com gordura trans , enlatados, com corantes , acidulantes e conservantes;
  • Incluir oleaginosas e gorduras boas em geral (amêndoas, castanha de caju, castanha do Pará, azeite , abacate , óleo de gergelim , óleo de coco);
  • Caprichar no consumo de frutas e verduras,como por exemplo: verde escuros (eles possuem muito magnésio, um mineral relaxante muscular que pode melhorar a dor );
  • Aumentar o consumo de frutas e verduras antioxidantes :   ricas em vitamina C (limão, tangerina, acerola, laranja, caju) , em vitamina A e betacaroteno (mamão, manga, abóbora, cenoura), alimentos fonte de complexo B (alimentos integrais),dentre outros;
  • Manter a vitamina D sérica em níveis adequados;
  • Evitar uso de medicamentos sem orientação médica;
  • Evitar fitoestrógenos, como por exemplo: soja e linhaça .
…..

Eu sou Bianca Innocencio – sou nutricionista clínica , estou no instagram@nutribiancainnocencio e em caso de dúvida ou interesse em consulta você pode entrar em contato comigo! 

0 0 vote
Article Rating
Se inscrever
Notificação de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Acesse o nosso último post Endometriose x câncer
Pré-agende sua consulta agora! Clique aqui